• Mauá News

RICARDINHO DA ENFERMAGEM, SAMUEL ENFERMEIRO, MÁRCIO ARAÚJO E VAGUINHO TEM DIPLOMAÇÃO SUSPENSA


Hoje (17/12) às 19h07 o Juiz Eleitoral Marcos Alexandre Santos Ambrogi da 217ª Zona Eleitoral, suspendeu a diplomação dos candidatos eleitos do PSB Ricardinho da Enfermagem e Samuel Enfermeiro e do PSD Márcio Araújo e Vaguinho.


O processo contra os parlamentares foi feito por Helenildo Alves da Silva, o Tchacabum (PDT), Alexandre Vieira da Costa o Alexandre Vieira (PP) e Renato Barrozo Silva o Renato Baiano (PC do B), possíveis eleitos caso haja cassação das chapas.


Com a decisão, todos os votos do PSB e do PSD ficam suspensos.


Para Ambrogi, o fato de as candidatas Fátima Cunha (PSB) e Regiane Viana de Carvalho, a Nega do Povo (PSD) não conseguirem ao menos os seus respectivos votos sem justifica plausível e não contarem com verbas para suas respectivas campanhas, pode causar invalidação da chapa, já que as candidatas não renunciaram à candidatura. Para o juiz “É impensável que algum candidato que percorre as fases do certame, sem pedir renúncia ou cancelamento da candidatura (quando isso lhe é permitido), chegue para o dia da votação sem ter o próprio voto ou mesmo de pessoas próximas como familiares. Isso é absolutamente incomum, mormente quando a candidata, aparentemente, votou nas eleições” (texto retirado da sentença).


Assim, a diplomação dos eleitos que se dará amanhã (18/12), não contará com os quatro vereadores que poderão recorrer da suspensão.


A diplomação é o ato pelo qual a Justiça Eleitoral atesta quem são, efetivamente, os eleitos e os suplentes, com a entrega do diploma devidamente assinado. Com a diplomação, os eleitos se habilitam a exercer o mandato que postularam.


84 visualizações0 comentário

Receba nossas atualizações

© 2023 por AsHoras. Orgulhosamente criado com Wix.com